ERRATA - Esporotricose e seu Polimorfismo Clínico: Um Caso com Lesões Ulceradas na Região Centro Facial em Paciente Adulto

Victor Bechara de Castro

Resumo


Publicamos recentemente na Revista da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia, v.76, n.1 (2018) o artigo intitulado “Esporotricose e seu Polimorfismo Clínico: Um Caso com Lesões Ulceradas na Região Centro Facial em Paciente Adulto”. Na parte de RELATO DE CASO, na página 87, parágrafo 3, continuando até a página 88, parágrafo 1: “... e sorologia para esporotricose, IgG SsCBF (técnica de ELISA, desenvolvida no Hospital Universitário Pedro Ernesto, através de método de cromatografia)”. Gostaríamos de reparar a descrição da técnica utilizada para o sorodiagnóstico da esporotricose. Neste trabalho, foi utilizado o teste de ELISA com o antígeno SsCBF (Sporothrix schenckii Con A-Binding Fraction), que é uma glicoproteína de parede celular da fase leveduriforme do S. schenckii. Essa técnica foi desenvolvida1 e validada2,3 no Instituto de Biologia Roberto Alcantara Gomes (IBRAG) na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Esse teste apresenta elevadas taxas de sensibilidade (90%) e especificidade (80%),2 além de exibir uma efetiva correlação clínico-sorológica.4


Texto Completo:

PDF

Referências


Penha CV, Bezerra LM. Concanavalin A-binding cell wall

antigens of Sporothrix schenckii: a serological study. Med

Mycol. 2000;38:1-7.

Bernardes-Engemann AR, Costa RC, Miguens BR, Penha

CV, Neves E, Pereira BA,et al. Development of an enzyme-

linked immunosorbent assay for the serodiagnosis

of several clinical forms of sporotrichosis. Med Mycol.

;43:487-93.

Bernardes-Engemann AR, de Lima Barros M, Zeitune T,

Russi DC, Orofino-Costa R, Lopes-Bezerra LM. Validation

of a serodiagnostic test for sporotrichosis: a follow-up

study of patients related to the Rio de Janeiro zoonotic

outbreak. Med Mycol. 2015;53:28-33.

Macedo PM, Lopes-Bezerra LM, Bernardes-Engemann

AR, Orofino-Costa R. New posology of potassium iodide

for the treatment of cutaneous sporotrichosis: study of

efficacy and safety in 102 patients. J Eur Acad Dermatol

Venereol. 2015;29:719-24. doi: 10.1111/jdv.12667.




DOI: http://dx.doi.org/10.29021/spdv.76.3.998

Apontadores

  • Não há apontadores.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.