Fotoquimioterapia no Eritema Anular Centrifugo Recalcitrante: Uma Opção Terapêutica Promissora?

Bruno Duarte, Filipa Rocha Páris, Joana Cabete

Resumo


O eritema anular centrífugo. é uma dermatose de etiologia desconhecida e geralmente auto-limitada. Apesar disto, alguns casos tendem para a cronicidade, especialmente quando não é identificado o estímulo causal. Estes últimos casos são geralmente desafiantes do ponto de vista terapêutico. Um homem de 24 anos recorreu à consulta de Dermatologia por placas policíclicas múltiplas, com crescimento radial, bordo infiltrado e clareamento central, localizadas nos glúteos, antebraços e coxas com 3 anos de evolução. A correlação clinico-patológica conduziu ao diagnóstico de eritema anular centrifugo. Foram excluídas causas secundárias. O tratamento com corticoides tópicos e sistémicos não ofereceu qualquer melhoria, e o doente estava relutante em tentar imunossupressores sistémicos orais. Optou-se assim pela fotoquimioterapia. Uma melhoria muito significativa foi verificada desde o primeiro tratamento, ficando o doente completamente limpo ao sétimo tratamento. Aos 3 meses de follow-up, mantem-se em remissão. No nosso conhecimento, relatamos o primeiro caso de eritema anular centrífugo tratado de forma bem-sucedida com fotoquimioterapia. Enfatizamos o papel que esta modalidade terapêutica clássica ainda pode, e deve ocupar no tratamento de dermatoses inflamatórias refratárias, como o eritema anular centrífugo.


Palavras-chave


Eritema/tratamento; Fotoquimioterapia

Texto Completo:

PDF (English)

Referências


Chuang F, Lin S, Wu W. Erythromycin as a safe and effective

treatment option for erythema annulare centrifugum. Indian J Dermatol. 2015;60:519.

Minni J, Sarro R. A novel therapeutic approach to

erythema annulare centrifugum. J Am Acad Dermatol.

;54(3 SUPPL. 2):134-5. doi:10.1016/j.

jaad.2005.10.058.

Phillips WG, Ramsay ID, Breathnach SM. Erythema annulare

centriftigum unresponsive to immunosuppressive.

Br J Dermatol. 1994;131:587.

De Aloe G, Rubegni P, Risulo M, Sbano P, Poggiali S, Fimiani

M. Erythema annulare centrifugum successfully treated

with metronidazole. Clin Exp Dermatol. 2005;30:583-

doi:10.1111/j.1365-2230.2005.01796.x.

Koh W, Liu T. Erythema annulare centrifugum: food for

thought. J Am Acad Dermatol. 2015;72(Suppl 1):AB47.

doi:10.1016/j.jash.2015.03.144.

Nakamura M, Farahnik B, Bhutani T. Recent advances

in phototherapy for psoriasis. F1000Research.

;5:1684. doi:10.12688/f1000research.8846.1.

Reuter J, Braun-Falco M, Termeer C, Bruckner-Tuderman

L. Erythema anulare centrifugum Darier. Der Hautarzt.

;58:146-8. doi:10.1007/s00105-006-1131-x.

Colonel-Pérz I, Morillo-Andújar M. Erythema Annulare

centrifugum responding to natural ultraviolet light eritema.

Actas Dermosiiliogr. 2010;101:177-8.

Kim DH, Lee JH, Lee JY, Park YM. Erythema annulare

centrifugum: Analysis of associated diseases and clinical

outcomes according to histopathologic classification.

Ann Dermatol. 2016;28:257-9. doi:10.5021/

ad.2016.28.2.257.

Vangipuram R, Feldman SR. Ultraviolet phototherapy

for cutaneous diseases: A concise review. Oral Dis.

;22:253-9. doi:10.1111/odi.12366.

Archier E., Devaux S, Castela E., et al. Efficacy of Psoralen

UV-A therapy vs. Narrowband UV-B therapy in

chronic plaque psoriasis : a systematic literature review.

J Eur Acad Dermatol Venereol. 2012;26:11-21.

doi:10.1111/j.1468-3083.2012.04519.x.

Gniadecki R. Calcipotriol for erythema annulare centrifugum.

Br J Dermatol. 2002;146:317-9. doi:10.1046/

j.0007-0963.2001.04572.x.




DOI: http://dx.doi.org/10.29021/spdv.76.3.895

Apontadores

  • Não há apontadores.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.