Reconstrução de um Defeito Cirúrgico Grande da Glabela

Alexandre Miroux Catarino, Maria Goreti Catorze, José Manuel Labareda, Isabel Faro Viana

Resumo


A reconstrução de defeitos grandes da glabela, sobretudo quando envolvem a fronte, é um desafio cirúrgico. A reconstrução cirúrgica desta localização deve ter em consideração as subunidades estéticas, evitar a aproximação dos supracílios e manter a simetria da face. É apresentado um caso de reconstrução de defeito cirúrgico envolvendo a glabela e a fronte pós cirurgia de Mohs. Optou-se pela realização de retalho de avanço A-T para encerramento da porção superior do defeito, associado a retalho de transposição romboidal para encerramento da zona inferior de forma a manter o espaçamento entre as supracílios. A reconstrução por subunidades estéticas e a associação de retalhos permitiu um bom resultado estético e funcional.


Palavras-chave


Carcinoma Basocelular; Neoplasias da Pele/cirurgia; Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos; Retalhos CirúrgicosTesta/cirurgia.

Texto Completo:

PDF

Referências


Martinez SA, Masa I, Salinas Velasco V. Nasal root island flap for reconstruction of glabellar defects. Ann Plast Surg. 2015;74:34-6. doi: 10.1097/SAP.0b013e31828d9969.

Blake B, Maher I. Reconstruction of a large defect of the glabella and forehead. Dermatol Surg. 2015;41:280-2. doi: 10.1097/DSS.0000000000000205.

Goulão J, Alves J, António AM. Reconstrução de um defeito cirúrgico complexo do canto interno. Rev Soc Port Dermatol Venereol; 2018;76:201-4. doi.org/10.29021/spdv.76.2.915.

Puviani M, Curci M. The "Batman flap": a novel technique to repair a large central glabellar defect. Int J Dermatol. 2018;57:477-9. doi: 10.1111/ijd.13844.




DOI: http://dx.doi.org/10.29021/spdv.77.1.1009

Apontadores

  • Não há apontadores.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.